terça-feira, 18 de maio de 2010

LANÇAMENTO Da face do fogo EM SAMPA E NO RIO


Beatriz Bajo escreveu um livro de fotografias. A danada fricciona uma pedra na outra até que uma labareda dê sua graça. Não é metáfora, é realismo químico. Palavras se roçam, imagens explodem, ao leitor é só preciso fruir por suas linhas dançantes. As propriedades do fogo são colocadas em lâminas, página a página. Ora o texto rebola seu contorno azul, frio. Ora o texto é o centro da chama, fixo e irradiador.

Há muitas despedidas, algumas como resultado de um rompimento, outras como um distanciamento calculado do objeto. Ação e reação, sempre numa agonia, numa vigilância para que o vento não escureça o quarto, apagando a vela.

A face do fogo é um livro para muitos, e é certo que ele se espalhará, começando por você.

Andrea Del Fuego (orelha)


Nenhum comentário:

Postar um comentário