quarta-feira, 13 de maio de 2009

DIÁLOGOS COM O SENHOR KRAUSE:

Senhor Krause de alberto lins caldas é um livro que dialoga sutilmente com o kadosh de hilda hilts ,mas não cai na armadilha de tentar explodir o muro da metafísica cristã com a bomba-beckett. Com o Senhor keuner de bertold brecht ,
mas não é refém de uma instrumentalização pedagógica da atmosfera mítica das fábulas de franz kafka. É um livro que desmonta as fronteirazinhas entre poema,e-mail,texto de bate-papo na internet,monólogo dramático, sátira e outras classificações da nossa fragmentária e insuficiente expressividade verbal & escrita contemporânea ,fragmentária e absolutamente inconclusa e insuficiente diante do horror que em parte é construído por ela, existe sim, um horror que ganha a estatura de um buraco branco quando o colocamos diante dele mesmo, como um espelho diante de outro espelho em um lixão." O que há dentro de um nome? " perguntava Leopold Bloom no Ulisses de james joyce e Senhor Krause explora com um lirismo selvagem e sarcástico a quantidade de camadas de um horror-buraco-branco nada metafísico que cabem dentro dessa pergunta : o que realmente há dentro de um nome? Talvez um convite para combater esse horror que nos espera fora do espelho e em seus símiles dentro dele.

marcelo ariel.

Um comentário: